queijo curado

Fritatta picante de queijo e linguiça

E amanhã se comemora mais um Dia da Mulher! Este dia marca uma enorme tragédia, mas infelizmente serve para nos lembrar que merecemos igualdade de direitos a todos os níveis: profissional, social e familiar.

Ser mulher tem muito que se lhe diga. São tantas as virtudes e as responsabilidades que pesam na balança do género. Estamos em 2017 mas ainda agora sinto por vezes que me é cobrado um esforço suplementar em diversas áreas, que aos homens há muito foi dado de bandeja. Principalmente a nível laboral já que me encontro inserida num universo maioritariamente masculino.
Se somos duronas somos umas sacanas…os homens são líderes natos!
Se somos sensíveis, somos umas choronas…os homens são apenas queridos.
Se descuramos o cabelo, as unhas, a roupa, somos desleixadas…os homens são práticos.

Não sou cínica ao ponto de dizer que não sinto essa diferença na pele com regularidade…sinto sim! Cada vez menos me afeta, mas que ela existe, existe! Sobretudo serve para me lembrar, e não mais do que isso, que tenho um enorme orgulho de ser mulher. Feliz 8 de Março!

SERVE: 4
TEMPO: 20min

INGREDIENTES:
1 linquiça
1 ramo de Salsa picada
6 ovos
Sal e pimenta q.b.
1 c.s. de manteiga
½ malagueta picada
1 chávena de chá de queijo curado cortado em pedaços pequenos
½ cebola picada

PREPARAÇÃO:
Ligue o forno nos 200ºC.
Numa frigideira coloque a manteiga a derreter. Junte a linguiça cortada em rodelas e a cebola picada e deixe fritar.
Bata os ovos e tempere-os com sal e pimenta. Reserve.
Adicione a malagueta picada e os ovos. Deixe cozinhar durante uns 5 minutos em lume baixo. Disponha o queijo por cima e a salsa picada.
Leve ao forno durante 10 minutos. Sirva de imediato.

Risotto de Bacon e Castanhas

Na minha memória há poucas lembranças de um inverno tão frio. Tenho uma vaga memória de um dia em que nevou em Aveiro, apenas um! Lembro-me das ervas todas cobertas de um manto generoso de neve. Lembro-me da minha emoção ao ver neve pela primeira vez. Lembro-me do frio e de ficar com as roupas encharcadas durante a brincadeira e de um feio e tosco boneco de neve que rapidamente pereceu, tal como as minhas memórias.
Nunca mais voltou a nevar por aqui.

Mas este frio, que não trouxe neve alguma, é do mais incomodativo que pode haver! Dias de pés frios desde a manhã até ao final do dia. Dias de andar cheia de roupa até às pontas das orelhas e parece que nada aquece. Dias em que só algo bem quente e reconfortante, pode aquecer o corpo e a alma.
Apetecem os risottos, as sopas e os chás.
Os assados,os ensopados, os estufados.
Os pães quentes, as castanhas assadas, as chávenas a escaldar!
As mantas, as meias, os xailes, as luvas e as lareiras.

E enquanto não voltam dias mais calorosos, que tal esta sugestão?
Bom apetite!

SERVE: 6
TEMPO: 30MIN

INGREDIENTES:
½ cebola picada
1 dente de alho picado
1 c.s. de azeite
Sal e pimenta q.b.
2 chávenas de miolo de castanha cozida
1+1 c.s. de manteiga
1 chávena de queijo curado ralado
2 chávena de arroz arborio
1 chávena de bacon cortado em cubinhos
1 ramo de salsa picada
1 copo de vinho branco
500 a 1L de caldo de carne

PREPARAÇÃO:
Num tacho coloque o azeite, a colher de sopa de manteiga e o bacon. Deixe cozinhar alguns minutos. Adicione a cebola e alho picados e deixe refogar 2 minutos.
Enquanto isso aqueça o caldo de carne (ou dissolva um cubo em água) e mantenha-o quente.
Junte o arroz e frite durante 2 minutos.
Junte o vinho branco e deixe evaporar o álcool. Adicione as castanhas.
Cozinhe o arroz durante 13-15 minutos, adicionando conchas de caldo conforme o líquido seque.
Quando o arroz estiver cozinhado, desligue o lume.
Adicione a manteiga, a salsa picada e o queijo curado. Retifique o tempero se necessário e reserve durante 2 minutos antes de servir. Sirva de imediato.

Esparguete com Molho de Queijo e Cogumelos

A apenas 2 semanas do Natal, tudo se veste a rigor para a grande ocasião. As ruas engalanadas de luzes de todas as cores, as montras bem enfeitadas, as compras de última hora, aquele embrulho que falta fazer. Todos os anos e cada vez mais cedo o comércio se prepara para a ocasião e mesmo assim eu deixo a compra das prendas sempre para os últimos dias. Defeito meu, eu sei. Sem qualquer dúvida e desculpa. Mas na verdade eu detesto a azáfama dos centros comerciais, as longas filas, o stand dos embrulhos. Detesto! Estraga a experiência toda. Transforma um momento que deveria ser de tranquilidade e serenidade numa frenética maratona com várias horas em filas de espera.
Por mim, prendas só para as pessoas mais chegadas e como é óbvio para as crianças. Tudo o resto cheira-me a supérfluo.

Aquilo que gosto mesmo nesta época é aquele dia em que montamos a árvore e a ceia de 24. Mais concretamente a tarde de preparativos e cozinhados. Aqueles dias que a antecedem em que se planeiam as receitas, os ingredientes, as decorações.

Aqui o bacalhau é sempre rei, mas há sempre um prato de carne a aguçar os apetites mais audazes. Festa é festa!
Na família das sobremesas vario todos os anos…percorro os pudins, as mousses, os bolos, mas à mesa sentam-se sempre as clássicas rabanadas e os sonhos. Não gosto de bolo rei (ups!) mas guardo um cantinho também para que ele esteja presente. Este ano ainda não me decidi com as sobremesas e com o prato de carne.
A ver vamos.
E vocês? Como é o Natal à vossa mesa?

SERVE: 4
TEMPO: 30MIN

INGREDIENTES:
250g de esparguete
Sal q.b.
2 c.s. de manteiga
100g de bacon
½ cebola
2 dentes de alho picados
½ malagueta (opcional)
200ml de natas
100g de queijo curado

PREPARAÇÃO:
Coloque uma panela com água e sal ao lume e deixe que levante fervura. Coloque o esparguete a cozer respeitando o tempo de cozedura indicado na embalagem.
Numa frigideira coloque a manteiga, a cebola e alho picados e o bacon. Deixe fritar durante 5 minutos mexendo ocasionalmente.
Adicione o alho e os cogumelos e cozinhe por mais 5 minutos. Adicione a malagueta picada e as natas. Quando o molho começar a fervilhar junte o queijo cortado em pedaços e mexa até que este derreta por completo. Retifique o tempero de sal se necessário.
Escorra a massa (guarde alguma da água) e envolva o esparguete no molho. Junte algumas colheres de sopa da água de cozedura da massa para ajustar a textura do molho, se necessário.
Sirva de imediato.

Folhada para que te quero

Há algo de mágico na massa folhada. Tão discreta e entediante, basta que o coração se lhe aqueça, rapidamente se desdobra como um pavão exuberante em mil folhas de fina crocância.
Veste o doce. Veste o salgado. Veste a fruta, a carne, os ovos, o creme ou o chocolate.
Exibe-se vaidosa em tartes, pastéis e croissants. Vai a todo o lado.

Aqui, é vê-la calorosa e atrevida com o melhor dos seus amigos: o bom do queijo. Quando ambos saem do forno, ele todo derretido por ela, ela toda empertigada por ele.
Que casamento delicioso…nem quando ainda a fervilhar lhes consigo resistir. Fumegam. Escaldam. Crepitam. Mas os dedos atrevidos persistem.
E vai uma. E vão duas. Três bolachinhas a voar!
Uma é minha, outra também, desconfio que não vão sobrar!

blog2
blog5

SERVE: 4 a 6
TEMPO: 45min

INGREDIENTES:
1 base retangular de massa folhada
1 Pimento vermelho
2 dentes de alho
Sal e Pimenta q.b.
1 ramo de tomilho
1 fio de azeite
100g de queijo curado nº2 premium
Sementes de sésamo q.b.

blog4

PREPARAÇÃO:
Ligue o forno a 180ºC.
Corte o pimento ao meio. Limpe as sementes, coloque-o num prato de forno e regue-o com o fio de azeite, tempere com sal e pimenta e junte os dentes de alho descascados. Asse durante 45 minutos. Retire e reserve até arrefecer.
Coloque o pimento, os dentes de alho e as folhas do tomilhodentro de um copo e com a varinha mágica triture até obter um puré. Reserve.
Estenda a massa folhada. Espalhe o preparado de pimento, deixando uma margem de 2cm em toda a volta.
Polvilhe com o queijo ralado e enrole a base no sentido do comprimento.
Com uma faca corte em rodelas. Não se preocupe se não ficarem muito redondas, dado que dentro do forno ganharão esse formato.
Polvilhe com as sementes de sésamo e leve ao forno até ficarem douradas. Retire e coloque a arrefecer numa rede antes de servir.

blog3

blog1

Alheira do meu coração

Recentemente, as alheiras viram a sua bela reputação nas ruas da amargura. Os produtores de Mirandela viram o negócio a cair, e eis que se levantou a falsa questão relacionada com a fiabilidade do produto. Para mim continua a ser um excelente produto, de enorme qualidade se adquirido nos locais de confiança e se produzido por produtores certificados. Tal como qualquer outra coisa.
Eu adoro alheira. Preparo-as da forma tradicional (com batatas e grelos), mas também gosto de as misturar em omeletes, massas e risotos. Ou nestas bolinhas crocantes e deliciosas, em tão boa companhia com o belo do queijo!

E vivam as alheiras!


blog4

SERVE: 4
TEMPO CONFEÇÃO: 35 MIN

INGREDIENTES:
Crocantes:
1 Alheira
3 c.s. de cebola bem picada
1 ramo de salsa picada
2 ovos
Sal e Pimenta q.b.
Óleo para fritar
1 chávena chá de pão ralado
1 chávena de chá de farinha de trigo
1 c.s. de farinha de trigo
50g de Queijo curado nº2

Maionese:
1 Ovo
1 c.chá de mostarda
1 c.chá de açúcar
2 c.s. de vinagre de vinho branco
1 dente de alho
Sal e pimenta q.b.
1 chávena de chá de óleo vegetal

blog2

PREPARAÇÃO:

Maionese:
Numa taça coloque o ovo, o dente de alho, o açúcar, o vinagre e a mostarda. Misture com a varinha mágica.
Adicione o óleo gradualmente enquanto mistura com a varinha mágica. Pode ser necessário juntar mais óleo, dependendo do tamanho dos ovos.
Tempere com sal e pimenta e reserve.

Crocantes de Alheira:
Com uma faca, retire a pele da alheira e coloque o recheio desta numa taça.
Junte a cebola, o queijo ralado, a salsa picada, um dos ovos, a colher de sopa de farinha de trigo e tempere com sal e pimenta. Misture e reserve.
Coloque o óleo a aquecer e enquanto isso, numa taça bata o ovo restante.
Coloque a farinha numa taça e o pão ralado noutra.
Forme pequenas bolas com a mistura de alheira. Passe-as por farinha, depois por ovo e finalmente pelo pão ralado.
Frite em óleo quente (aproximadamente a 180ºC), escorra-as em papel absorvente e sirva com a maionese.

blog1

Cogumelos Recheados com Presunto, Broa e Queijo Curado

Apesar dos dias já estarem mais pequenos, ainda se sente que é Verão. Os dias continuam amenos, ainda se encontram pessoas nas praias, os calções ainda rolam pelos roupeiros…mesmo que à noite um par de meias ou uma manta até já saibam bem.

Eu adoro o Verão, mas não é de todo a minha estação favorita…aqueles dias muito quentes são demais para mim. Prefiro muito mais os dias amenos e luminosos que a Primavera e o Outono trazem. Claramente sou rapariga de meios termos. E adoro os ingredientes que a horta oferece nessas fases do ano, principalmente na Primavera!

Estes últimos dias, e enquanto se vai esperando pela Carlota, vou aproveitando o tempo para andar muito a pé e ir fazendo algumas refeições para congelar, para não me preocupar tanto com essas tarefas a seguir ao nascimento. As refeições nesta última fase da gravidez devem fazer-me mais leves e em menos quantidade. Esta receita e perfeita mesmo para isso: rápida e simples de fazer! Acompanhe com uma salada e já tem um almoço leve mas nutritivo, ou então pode servir de entrada num dia mais especial.

1

SERVE: 4
TEMPO: 30min

INGREDIENTES:
8 Cogumelos Paris (usei de tamanho médio)
2 Chávenas de Broa ralada
1 dente de Alho ralado
2 c.s. de Azeite
1/2 Chávena de Queijo Curado ralado
Sal e Pimenta q.b.
3 fatias de Presunto
1 ramo de Alecrim
2 c.s. de Cebola Roxa Picada

Pré aqueça o forno a 175º.
Tire os talos dos cogumelos e reserve.
Numa taça misture a broa e o queijo ralados.
Junte o presunto, a cebola, o alho e o alecrim picados.
Adicione o azeite e tempere com sal e pimenta.
Encha a cavidade dos cogumelos com o recheio preparado e leve ao forno até ficarem dourados. Deixe arrefecer uns 10 minutos antes de servir.

4