caramelo

Pudim de Requeijão, mel e laranja

Mais uma semana que começa…e trouxe a chuva com ela novamente!

Não sei porquê mas desde que a Carlota nasceu parece que o tempo passou a correr mais depressa. A segunda voa até sexta num abrir e fechar de olhos. No sábado começam as limpezas, as refeições para a semana, brincadeiras com a miúda, compras no hipermercado, talvez um passeio pelo parque se a chuva deixar e quando dou por ela é segunda outra vez!
Felizmente ao final do dia já não é tão escuro e o dia faz-se parecer um pouco maior. Um artifício falso, já que o tempo continua o mesmo: 24 horas de azáfama!

Ufa! Boa semana!

 

SERVE: 6
TEMPO: 10+60MIN

Ingredientes:
8 gemas e 4 ovos
500g de requeijão (usei de vaca)
6 c.s. de mel
Sumo e raspa de 2 laranjas
4 c.s. de açúcar branco
60g de miolo de amêndoa
Caramelo q.b.

Preparação:
Aqueça o forno nos 180ºC.
Numa picadora coloque o miolo de amêndoa (sem pele) e pique até obter uma farinha fina.
Num liquidificador (ou num copo de varinha mágica) coloque o requeijão escorrido, os ovos e as gemas, o mel, o açúcar, o sumo e raspa da laranja e triture até obter uma mistura homogénea.
Prepare a forma do pudim, pincelando o seu interior com uma quantidade generosa de caramelo.
Encha-a com o preparado anterior e coloque-a no forno durante 50-60 min (ou até que fique com uma consistência firme).
Deixe arrefecer antes de desenformar.

Pudim de Queijo Fresco e Côco

Esta fase do ano é sempre estranha. Parece que a partir do momento que fazemos a árvore de Natal, os dias passam a voar e num instante chega o novo ano. Talvez por ser um mês de feriados, pontes e algumas férias (para os sortudos). Começa Dezembro e estamos a um passinho de 2017!

Por aqui os dias flutuam entre algumas compras de Natal, tardes de domingo em volta da lareira e tardes de sábado em redor do forno. E apesar dos dias de Natal e fim de ano, prometerem alguns exageros na balança não consigo resistir a um docinho de vez em quando.

Acham que conseguem resistir a este pudim? Boa semana.

dsc_0005

SERVE: 6
TEMPO: 70min

INGREDIENTES:
1 lata de leite condensado
150g de queijo fresco
5 gemas+1 Ovo inteiro
½ chávena de chá de côco ralado
Caramelo líquido q.b.

PREPARAÇÃO:
Ligue o forno nos 180ºC e coloque uma taça (ou tabuleiro) para poder cozinhar o pudim em banho maria.
Pode preparar a mistura usando uma liquidificadora ou com a varinha mágica. Num recipiente coloque todos os ingredientes(excepto o caramelo) e misture até obter um preparado uniforme.
Deixe repousar alguns minutos para perder a espuma resultante da operação anterior.
Entretanto unte uma forma de pudim com caramelo líquido e verta o preparado dentro desta. Tape a forma com papel de alumínio (caso não tenha tampa) e coloque-a no recipiente com a água quente. Deixe no forno por 60 minutos. Para confirmar que o pudim está pronto, faça o teste do palito (caso saia limpo, está ok!).
Deixe arrefecer para depois desenformar.

dsc_0008

dsc_0065

dsc_0067

Pudim de Requeijão e Amêndoa com Praliné de Amendoim

Eu adoro a Cozinha Tradicional Portuguesa. Tem tanta variedade de diferentes pratos, e acima de tudo faz uso de tantos ingredientes que são pouco usados em outras culturas. Temos uma gastronomia tão diversificada, diferente e original, e por mais que gostemos de provar pratos de outras culturas, não devemos esquecer o patrimómio gastronómico do qual devemos ter tanto orgulho.

Este pudim é inspirado num pudim de requeijão muito apreciado na zona norte, e garanto que sabe ainda melhor do que parece. Tem uma textura aveludada, rica, cremosa e envolvente e extremamente difícil de resistir…claro que muito deste resultado também se deve à qualidade dos produtos usados, principalmente do requeijão.

Aviso: inapropriado para gulosos!

3

SERVE: 4
TEMPO: 20+90min

INGREDIENTES:

Pudim:
300g de Requejão (usei Requeijão Teté de Cabra)
60g de Amêndoa
250g de Açúcar Branco
1/2 Chávena de Leite
6 gemas de Ovo
1 c.chá de Canela em pó
Caramelo Líquido para untar a forma

Praliné de Amendoim:
1/2 chávena de amendoim salgado
1 chávena de chá de açúcar

Praliné:
Numa folha de papel vegetal coloque os amendoins dispersos.
Numa frigideira coloque o açúcar e ligue o lume. Deixe que o açúcar ganhe a cor castanha característica do caramelo e despeje de imediato sobre os amendoins. Deixe arrefecer e solidificar completamente antes de utilizar.

Pudim:
Pré-aqueça o forno a 175º, colocando dentro deste uma taça com água de forma a poder cozer o pudim em banho maria.
Comece por pelar as amêndoa (caso não as tenha nessa forma). Aqueça uma panela com água e quando ferver coloque-as deixando ferver alguns minutos. Retire-as, passe por água fria e se apertar as amêndoas entre os dedos vê que a pele sai facilmente.
Numa liquidificadora coloque todos os ingredientes (àexcepção do caramelo) e triture até obter uma massa uniforme.
Unte a forma com caramelo líquido e coloque a massa dentro desta. Coloque a forma no banho maria e deixe cozer durante 70 a 90 minutos. O pudim está pronto quando tiver uma textura firme e ao picar com um palito, este sair limpo.
Antes de desenformar deixe o pudim arrefecer durante pelo menos 6 horas no frigorífico (o ideal é deixar durante a noite).
Desenforme e decore com pedaços de praliné.

4

Profiteroles de Caramelo salgado e Chocolate Negro…e as boas vindas

E depois de uma merecida pausa, com Setembro vem o “No Leftovers”. O blogue fez-se site, mudou de nome, lavou a cara e aqui está ele! Com direito a menu de receitas e tudo!
A propósito desta transição, quero pedir desculpas a todas as pessoas que amavelmente tinham colocado comentários nos posts, mas infelizmente não foi possível a sua importação. Além disso, e como o facebook não permite alterar o nome das páginas, os gostos foram todos à vidinha! Encontram a nova página aqui.

O Verão vai dando ares da sua graça, o que ajuda neste mês de regresso às aulas, às rotinas habituais e às tardes outonais. E é com as cores do Outono que estes profiteroles se enfeitam…Foi a terceira vez que os fiz , e acho que da minha parca experiência posso dizer que duas coisas são fundamentais para sairem bem: uma boa massa e o tempo exato de cozedura no forno. Para mim penso até que o segundo ponto é mais difícil de acertar, porque os fornos variam, por isso acho que como em quase tudo a sensibilidade olha por nós.  Nada como dar um toque com o dedo indicador: se estiverem firmes, rock and roll, baby! Se não, esperem mais uns minutos e vão espreitando.

b d

Os recheios e as coberturas também podem variar, mas eu prefiro sempre contrastar os sabores: o caramelo é um pouco doce por isso o chocolate negro faz-lhe boa companhia.
Eu gosto de preparar o caramelo com alguma antecedência porque quando arrefece totalmente adquire uma consistência mais fácil de rechear, mas se não o puderem fazer antes, quando colocarem os profiteroles no forno, façam o caramelo.

e

SERVE: 8 PESSOAS
TEMPO:90min

INGREDIENTES:

para a massa:
150g de Farinha de Trigo
100g de manteiga
4 Ovos
300ml de água

para o recheio:
200ml de natas para bater
1 c.s. de açúcar refinado

para o caramelo:
2 c.s de açúcar amarelo
1 c.chá de sal grosso
2 c.s. de manteiga
100ml de natas

para a ganache de chocolate:
200ml de chocolate negro (usei 70% de cacau)
200ml de natas

Massa:
Pré-aqueça o forno a 200ºC.
Peneire a farinha.
Num tacho, coloque a manteiga e a água e deixe que a manteiga derreta. Deixe levantar fervura. Retire do lume, coloque a farinha e vá mexendo com uma colher de pau, até que a massa forme uma bola e descole do fundo.
Deixe arrefecer até se seguro juntar os ovos, sem cozerem.
Bata os ovos num prato e vá juntando gradualmente à massa, batendo continuamente, até que esta fique com um aspeto brilhante.
Forre um tabuleiro com papel vegetal, coloque a massa num saco de pasteleiro e disponha pequenas quantidades de massa, com algum espaço entre si. Não se esqueça que os profiteroles crescem um pouco no forno.
No final, molhe o dedo indicado com água fria e toque na pontinha da massa que normalmente tem tendência a queimar (opcional).
Leve ao forno durante 40 minutos.
Quando estiverem prontos, retire-os e deixe arrefecer.

Recheio:
Bata as natas em chantilly e junte 1 c.s. de açúcar refinado.
Com a ajuda de uma faca, faça uma pequena incisão nos profiteroles, de forma a conseguir introduzir o bico do saco de pasteleiro. Encha um saco com o caramelo e vá distribuindo pelos profiteroles. Não encha totalmente pois vai precisar de encher também com o chantilly.
Repita o mesmo processo para o chantilly.

Ganache:
Num tacho coloque água a ferver e sobre esta, mas sem esta em contato direto, coloque uma taça de vidro ou metal. Parta o chocolate em pedaços e coloque-os na taça. Junte as natas e vá espreitando, mexendo ocasionalmente até que todo o chocolate derreta e fique totalmente incorporado com as natas.
Verta sobre os profiteroles na altura de servir.

Gelado de Manteiga de Amendoim e Caramelo Salgado

Já tinha visto esta receita, numa Masterclass da 2ª temporada do Masterchef Australia, um dos meus programas de culinária favoritos! Grande produção, a sério! Claramente, devia ter experimentado mais cedo.

2 4

INGREDIENTES:

para o caramelo:
50g de Açúcar Branco
1 c.s. de Amendoins Torrados
1 Pitada de Sal

para o gelado:
300ml de Leite Gordo
300ml de Natas
6 Gemas
100g de Açúcar
2 c.s. de Manteiga de Amendoim

Prepare uma taça de água com gelo, para a fase seguinte. Tenha-a à mão.
Coloque uma panela vazia a aquecer.
Passado 1 minuto, coloque o açúcar para o caramelo e deixe começar a ganhar cor (não adicione água).
Quando começar a dourar, junte o amendoins e o sal e mexa até começar a ficar castanho.
Nesta fase tire do lume e deixe o calor finalizar o caramelo. (Se queimar muito depressa, coloque a panela na taça com gelo e água, que a cozedura pára de imediato).
É natural que o caramelo solidifique no fundo da panela, mas sem problema.
Junte o leite e as natas e deixe ferver. Aqui, o torrão vai ser dissolvido.
Bata as gemas com as 100g de açúcar (pode ser à mão, não tem necessáriamente de ser com batedeira) e quando a mistura anterior levantar fervura, junte metade à preparação dos ovos e coloque o restante ao lume.
Mistura bem as gemas/açúcar com o leite/natas fervidas e junte à panela que ficou ao lume com o restante leite/natas.
Nesta etapa o importante é não deixar a mistura ferver! Mexa com calma, mas constantemente até a mistura obter uma consistência cremosa, semelhante a iogurte líquido.
Retire do lume e novamente ponha a panela na taça com gelo para parar a cozedura.
Deixe a mistura arrefecer, até ficar um pouco mais quente do que a temperatura corporal (se colocar o dedo, estará morno). isto é importante para a adição da manteiga de amendoim. Se estiver demasiado quente, a gordura da manteiga de amendoim vai talhar. Se estiver demasiado frio, não dissolve bem e fica com grumos.
Junte a manteiga de amendoim e mexa até dissolver.
Coloque na máquina de fazer gelados e siga as instruções do fabricante.
Se não tiver máquina, coloque o congelador e bata a mistura a cada 2 horas para que não ganhe cristais de gelo.