Risotto de Bacon e Porcini Secos

Comida reconfortante e calorosa…ideal para os dias de Outono. Para quem ainda não experimentou cogumelos desidratados, têm de experimentar. Têm imenso sabor e uma profundidade que os frescos não têm. Os porcini então…um sabor térreo, quase amadeirado. A infusão usada para os rehidratar guarda todo o seu sabor…que melhor forma de o usar senão num risoto!

TEMPO: 40 min
SERVE: 2 pessoas

INGREDIENTES:
200G de Arroz Arborio
100g de Bacon
1 Chávena de Cogumelos Brancos Laminados
1 Saco de Cogumelos Porcini
1 Cebola
1 Copo de Vinho Branco
1 Dente de Alho
Sal e Pimenta q.b.
2 c.s. de Azeite
2 c.s. de Manteiga
Queijo Parmesão
Água Quente

Prepare os cogumelos secos conforme instruções na embalagem. Reserve a água usada para os hidratar, mas lembre-se de a coar.
Corte o bacon em cubinhos, pique a cebola e o alho e lamine os cogumelos. Reserve.
Numa frigideira aqueça o azeite com 1 c.s. de manteiga e junte o bacon até este dourar. Refogue a cebola picada e o alho. Basta ficarem transparentes.
Acrescente o arroz e deixe absorver o refogado durante 1 minuto. Agite a frigideira ocasionalmente. Junte o vinho branco e mexa a frigideira (não use a colher de pau para mexer o risotto, agite a frigideira). Sempre que o risotto começar a secar junte algum do caldo dos cogumelos e mexa a frigideira. O tempo de cozedura do arroz deve ser de aproximadamente 13 minutos, mas vá experimentando até o grão apresentar uma textura “al-dente”. Retifique os temperos com sal e pimenta sempre que necessario. Se o caldo for insuficiente junte alguma água quente.
A meio da cozedura junte os cogumelos brancos.
No final coloque a restante manteiga no risotto, algum parmesão ralado e envolva gentilmente.
Deixe repousar 2 minutos antes de servir.

Tarte de Limão

2 1

TEMPO: 45 min
SERVE: 6

INGREDIENTES (para uma base de 30 cm de diâmetro):
1 Base de Massa Folhada
4 Ovos
200g de Açúcar
300 ml de Natas
100g de farinha de trigo
Raspa e sumo de 4 Limões

Numa tigela bata os ovos com o açúcar até obter uma mistura esbranquiçada e fofa. Junte as natas, o sumo e raspa dos limões e adicione a farinha peneirada.
Misture até ober uma massa homogénea.
Coloque sobre a base e leve a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 35 minutos.
Se inchar no meio, não se preocupe, quando arrefecer vai ficar direita.
Deixe arrefecer antes de desenformar e sirva com açúcar polvilhado.

Tarte de Tangerina

Estamos na época das tangerinas. E das laranjas. A fruteira está sempre cheia delas. Uma boa desculpa para se usar em sumos, saladas, sobremesas e bolos. Tão versátil só mesmo o seu primo…o limão.
E aquela cor viva e quente das tangerinas serviu também de inspiração para reformar o aspeto do blogue. Com a primavera a aproximar-se queria algo mais quente e funcional. Depois de algumas experiências, o resultado final está mesmo ao meu jeito. Espero que ao vosso também.
E porque não usar a mesma inspiração para uma sobremesa?? Ora pois…Cá está ela!

1

SERVE: 8 pessoas

INGREDIENTES:
Uma base de massa folhada (para forrar uma base de 30cm de diâmetro)
150ml de Sumo de Tangerina
300g de Açúcar
500ml de Leite
2 Ovos Inteiros
Raspa de 3 Tangerinas
6 Gemas
2 c.s. de Farinha de Trigo
Açúcar em Pó (opcional)

Forre a base com a massa folhada.
Reserve no frigorífico enquanto prepara o recheio.
Dissolva o açúcar com o leite e o sumo.
À parte bata as gemas com os ovos, a raspa das tangerinas e a farinha.
Junte os ingredientes secos e molhados e encha a base da tarte.
Leve a cozer em forno pré-aquecido a 180ºC durante 40 minutos.
Deixe arrefecer completamente antes de polvilhar com açúcar em pó e desenformar.

Pão de Trigo Integral

Uma das vantagens do Inverno em relação ao Verão é podermos usar o forno sem ficarmos com a sensação que fomos teletransportados para o Sahara, com um fato de esqui vestido. E o cheirinho de coisas boas acabadas de fazer…não há igual.
Este pão só demora 10 minutos a preparar…e não fica com farinha por todo o lado e muita loiça para limpar. E depois tem todo o tempo do mundo para ir fazer outras coisas.
Bom fim de semana!

b

SERVE: 1KG DE MASSA (2 PÃES)
TEMPO: 10 + 35MIN

INGREDIENTES:
700 de Farinha de Trigo
300g de Farinha de Trigo Integral
Fermento de Padeiro (3 saquetas de fermento desidratado)
1 c.s. de Açúcar
1 c.s. de Sal
800 ml de Água Quente
Flocos de Aveia (opcional)

Aqueça a água até ficar à temperatura corporal. Nela dissolva o açúcar, o sal e o fermento.
Junte as farinhas e mexa com uma colher.
Tape e deixe levedar durante 1 hora.
Forre duas formas (eu usei de bolo inglês) com papel vegetal, coloque a massa na forma, polvilhe alguns flocos de aveia e leve a cozer em forno pré aquecido a 180ºC durante 35 minutos. Este tempo pode variar dependendo da forma que usar.
Para verificar se está totalmente cozido, espete um palito até ao fundo, ou um pauzinho de esparguete e verifique que este sai seco. Se trouxer restos de massa líquida, deve voltar para o forno e convém ir verificando.
Quando estiverem cozidos, deixer arrefecer, retire da forma e do papel vegetal.

Gelado de Manteiga de Amendoim e Caramelo Salgado

Já tinha visto esta receita, numa Masterclass da 2ª temporada do Masterchef Australia, um dos meus programas de culinária favoritos! Grande produção, a sério! Claramente, devia ter experimentado mais cedo.

2 4

INGREDIENTES:

para o caramelo:
50g de Açúcar Branco
1 c.s. de Amendoins Torrados
1 Pitada de Sal

para o gelado:
300ml de Leite Gordo
300ml de Natas
6 Gemas
100g de Açúcar
2 c.s. de Manteiga de Amendoim

Prepare uma taça de água com gelo, para a fase seguinte. Tenha-a à mão.
Coloque uma panela vazia a aquecer.
Passado 1 minuto, coloque o açúcar para o caramelo e deixe começar a ganhar cor (não adicione água).
Quando começar a dourar, junte o amendoins e o sal e mexa até começar a ficar castanho.
Nesta fase tire do lume e deixe o calor finalizar o caramelo. (Se queimar muito depressa, coloque a panela na taça com gelo e água, que a cozedura pára de imediato).
É natural que o caramelo solidifique no fundo da panela, mas sem problema.
Junte o leite e as natas e deixe ferver. Aqui, o torrão vai ser dissolvido.
Bata as gemas com as 100g de açúcar (pode ser à mão, não tem necessáriamente de ser com batedeira) e quando a mistura anterior levantar fervura, junte metade à preparação dos ovos e coloque o restante ao lume.
Mistura bem as gemas/açúcar com o leite/natas fervidas e junte à panela que ficou ao lume com o restante leite/natas.
Nesta etapa o importante é não deixar a mistura ferver! Mexa com calma, mas constantemente até a mistura obter uma consistência cremosa, semelhante a iogurte líquido.
Retire do lume e novamente ponha a panela na taça com gelo para parar a cozedura.
Deixe a mistura arrefecer, até ficar um pouco mais quente do que a temperatura corporal (se colocar o dedo, estará morno). isto é importante para a adição da manteiga de amendoim. Se estiver demasiado quente, a gordura da manteiga de amendoim vai talhar. Se estiver demasiado frio, não dissolve bem e fica com grumos.
Junte a manteiga de amendoim e mexa até dissolver.
Coloque na máquina de fazer gelados e siga as instruções do fabricante.
Se não tiver máquina, coloque o congelador e bata a mistura a cada 2 horas para que não ganhe cristais de gelo.

Polvo Frito

TEMPO: 1H PARA COZER O POLVO + 20 MIN
SERVE: 4

INGREDIENTES:
1 Polvo (1,5Kg)
Óleo para Fritar
Farinha de Trigo
2 Ovos
Sal e Pimenta
1 Cebola
1 Cabeça de Alho
1 Folha de Louro
1 Malagueta
Maionese

Numa panela de pressão coloque o polvo devidamente limpo, com a cebola descascada, a folha de louro, a malagueta e a cabeça de alho inteira (não adicione qualquer líquido).
Feche a panela e coloque no mínimo. Deixe cozer durante 1h, verificando se fica tenro.
Limpe os tentáculos (deixe só a parte central), e corte em pedaços.
Bata os ovos com sal e pimenta, e passe os pedaços de polvo por ovo e depois por farinha.
Frite em óleo quente até ficarem dourados e deixe a escorrer em papel absorvente.
Sirva quente com maionese.